quarta-feira, 6 de julho de 2011

Sobre nós

Boa noite belas!
Passei o dia passeando na net, procurando dicas para o blog, aprendendo a ser blogueira.
Tem tanta coisa que eu não sabia. Tanta coisa que eu não sei usar. Mas eu vou por aqui, cutucando...
Já pensou na expressão Bem estar?
Quando escuto ou leio, de imediato me vem a mente, algo que me faz bem. 
Que traz além de benefício, um prazer inexplicável.
Explicável apenas na mente, no sentimento de plenitude.
É mais que o esperado que nós, seres humanos, busquemos sempre nos sentir bem.
Fico pensando que todos poderiam ter tranquilidade de poder ter uma vida digna em família. Digo digna, moralmente e materialmente. Já parou para pensar que nem todos podem ter momentos de lazer, sossego, bons alimentos, oportunidade de frequentar uma boa escola, ter um teto como proteção ou mesmo alguém com quem possa compartilhar suas experiências?
É bom que de vez em quando paremos para olhar a nossa volta e valorizar tudo que possuímos: do bom ao aparentemente ruim. Digo aparentemente, porque nem sempre o que é ruim hoje, permaneça assim amanhã.
Minha mensagem de hoje é de conscientização para todos nós.
Consciência da vida. Do corpo que temos. Da saúde que podemos estar danificando. Do ambiente que frequentamos que pode ser mais bem cuidado e amado. Dos objetos que somos possuidores, que podemos utilizar e no entanto deixamos no canto, sem uso.
O universo vive em movimento. Nós somos parte dele. Não devemos nos conformar, sentar e nada fazer.
A palavra é Ação.
Agir para ser sempre o melhor de nós, em tudo.


PS: Pensei assim depois que li as dicas do Preparador Fisico José Rubens D' Elia no site do bem estar. Inspirou-me a sensação de buscar sempre o bem estar...

Dicas do D’Elia:
Exercite-se – O corpo humano é uma máquina que precisa ser aquecida para ter energia. O exercício funciona, inicialmente, para acordá-lo e tirá-lo do estado de "preguiça". Como outras máquinas (carro, computador, etc), é necessário aquecimento para começar a funcionar.

Determine um prazo rápido para agir – De 5 a 15 minutos é um tempo adequado, que evita o adiamento constante.

Visualize os benefícios da ação Quando temos claro o que vamos ganhar, obtemos força para mandar a preguiça embora.

Divida a tarefa em partes – Muitas vezes, a preguiça toma conta das pessoas quando a tarefa é grande e difícil. Dividi-la em etapas, com prazos possíveis para cada fase, facilita a execução. Além disso, cada etapa concluída atua como reforço à motivação de seguir em frente.

Parabenize-se e dê prêmios a você – Estabeleça alguns bônus para si mesmo a cada etapa cumprida no prazo. Essa atitude aumenta a autoestima e mantém o foco na continuidade.


 

Leia o artigo completo seguindo esse link: Bem Estar